A minha receita de sangria, by Tiago Oliveira

 

Tiago Oliveira

Licenciado em Marketing pelo ISCAP

Chef nas horas livres

 

 

Com o verão a chegar, os dias quentes pedem sangria e as noites quentes pedem ainda mais sangria, por isso vou partilhar uma receita para colmatar esta necessidade.

A sangria é uma das bebidas mais tradicionais da Península Ibérica, tendo uma origem tão incerta como a sua preparação, pois é sempre alterada e adaptada ao gosto de quem a prepara. Há quem defenda que a sangria tem origem no Sul do país de “nuestros hermanos”, mais concretamente na região da Andaluzia, em que o principal ingrediente da sangria, o vinho tinto, remete para a cor do sangue derramado nas tradicionais touradas, o que também lhe justifica o nome: sangria – derrame de sangue.

Em 2014, por norma do Parlamento Europeu, foi deliberado que esta bebida apenas pode ser produzida com o nome de “sangria” em Portugal e em Espanha. Os outros países que a produzam terão que lhe chamar “bebida aromatizada à base de vinho”. Esta norma determinou também que o vinho deverá ser, no mínimo, 50% da composição da sangria, algo que nesta receita irá ser respeitado!
Haverá uma receita ideal de sangria?

Na minha opinião, qualquer receita de sangria é a ideal, pois é elaborada ao gosto e com o toque pessoal de quem a faz. A base é sempre o vinho, sumo, pedaços de fruta e açúcar. A partir daqui a imaginação e o gosto permitem tudo.

Após anos de experiências, tentativas e ajustes, coloco à disposição a minha receita de sangria:

Para 1 litro de sangria:

Ingredientes:

  • Vinho Tinto – 500ml
  • Sumo de Frutos Vermelhos – 70ml
  • Champanhe – 100ml
  • 7Up – 180ml
  • Vinho do Porto – 30ml
  • Laranja – 1/2un cortada aos pedaços
  • Uvas – 2un cortadas aos pedaços
  • Maçã – 1/2un cortada aos pedaços
  • Lima – 1/2un cortada aos pedaços
  • Açúcar amarelo – 2 Colheres de sopa
  • Canela – 2 paus
  • Folhas de Hortelã – A gosto

De preferência mantenha todos os ingrediente líquidos no frigorífico para que estes estejam bem frescos no momento de se preparar a sangria.

Comece por cortar a fruta em pedaços (não desperdice o sumo libertado) e deite tudo no recipiente de vidro onde se irá servir a bebida. Junte-lhe o vinho tinto, as folhas de hortelã cortadas e a canela e esmague ligeiramente a fruta para que esta liberte sumo. O ideal, neste momento, seria deixar o vinho a macerar a fruta durante cerca de 2 horas, se possível no frigorífico, para que este absorva o gosto da fruta e fique com o sabor mais apurado, mas pode ser preparado tudo seguido que vai ficar delicioso na mesma!

Agora é altura de juntar o sumo de frutos vermelhos, o açúcar e mexer. Junte a 7Up e o champanhe suavemente, para que mantenham o gás ao serem vertidos. E está pronto!

Poderá juntar gelo para que a sangria fique bem gelada ou servir diretamente do frigorífico!

Leave a Reply